sábado, 14 de maio de 2016

Tutorial: canetinhas da Magic-Color

Olá!
Vocês já devem ter percebido que ando num romance muito sério com as canetinhas, né? ♥
Então, resolvi criar esse tutorial. Na verdade, eu deveria chamar isso de mini-tutorial, porque ele vai sair bem pequeno mesmo. Não sei se por limitações minhas, ou se é porque não há dificuldades no uso delas, mesmo...mas tenho umas dicas pra dar, que nunca vi ninguém comentar sobre o uso delas, então, por isso, esse tutorial está aqui.

Como podem imaginar, não tem mistério pra começar a usar. É só tirar a tampinha e sair riscando mesmo! xD Mas há alguns macetes pra que não fiquem "manchas" no papel, como no número 1 da imagem abaixo.

Se prestarem bem atenção, vocês verão que há "risco", uma "linha" no meio do traço da primeira imagem. Ali, fiz dois traços com a canetinha, uma do lado da outra, apenas uma vez! No número 2, eu já passei mais de uma vez, e como podem ver, a cor ficou mais homogênea.

Nas imagem 3, vocês podem ver como fica a questão do degradê. Primeiro, eu usei a cor mais pigmentada, que no caso é o vermelho, e depois passei por cima o cinza. Mas percebam como a divisão entre uma cor e outra ficou bem marcada. É possível distinguir bem de onde até onde vai o risco da canetinha cinza e da canetinha vermelha.

Mas na imagem 4, a marcação entre uma cor e outra já ficou mais sutil porque passei tanto o cinza quanto o vermelho mais de uma vez, uma por cima da outra.  Então, pra mim, o segredo das canetinhas é esse, só depende de quantas vezes você passar a canetinha sobre o papel.

No entanto, ressalto que o degradê não fica tão bacana quanto na aquarela, é claro, porque aqui estamos lidando com tinta que tem como base o álcool. Logo, ele seca mais rápido. E não são todas as combinações de cores que consegui fazer um degradê legal. É mais fácil fazer com tons mais parecidos (tipo, tons claros com tons claros, e tons escuros com tons escuros). Se eu usasse um preto e um amarelo claro, por exemplo, ficaria uma caca. Ficaria tipo a imagem 3, não importa quantas vezes eu passasse as canetinhas por cima. Eu rasgaria o papel, e o bendito degradê não formaria... Mas isso, estou falando das Magic- Colors. As BicMarking, que tenho usado bastante também, funciona da mesma forma.

Contudo, entretanto, todavia....a coisa não funfa da mesma forma com as maravilindas da Copic. T__T Já vi gente fazer degradês maravilhosos com elas! Mas como elas ainda custam um tantinho (mentira, tantão) caras pro meu pobre bolsinho, não tive ainda oportunidade de pôr as mãos nela. T__T Mas já tenho um cofrinho pra elas T_T

Ah, outra coisa importante, é ter em mente que elas mancham o outro lado da página, e se facilitar, ainda mancham outra folha também.

Por isso, sempre que eu uso as canetinhas, eu coloco esse papel embaixo das folhas (da imagem abaixo), para não estragarem mais um papel do meu sketchbook. E reparem só como ela ficou bem marcada, né! :/ Daí eu aproveito a folha pra testar cores também...








PS: eu esqueci de comentar que a Magic Color também tem uma canetinha Blender. É essa aí da imagem de baixo. Tirei a foto agora à noite, por isso a qualidade não está muito boa... Todas as canetinhas tem um número, e a blender dela é 1510. Geralmente, as blender costumam ser 00.. mas enfim, como comentei pra Lidy, nos comentários, "eu não sei como (as blenders) funcionam em outras marcas, mas a da Magic Color, no meu ponto de vista, não serve pra muita coisa mesmo. u.u não senti diferença alguma em degradês de tons fortes, como esse daqui (da sereia), e nos de tons claros a diferença é bem pouca... ele mais esbranquiça as cores do que as mistura. :/ Aliás, as da Winsor Newton que tenho, também...mais esbranquiçam do que misturam...não sei é assim com outras marcas também, mas, pelo nome dela, "blender", eu esperava que ela ajudasse a misturar as cores...mas não é o que acontece com essas que eu tenho T_T".






PS2: A Lili comentou sobre um papel específico para marcadores que, segundo ela, com esse papel, o blender parece funfar direitinho. Então, pode ser que seja um problema com a qualidade do papel também, que não é bem específico para esse tipo de material. É a primeira vez que ouço falar em papel para marcadores mas, pesquisando no google, encontrei esse aqui da Canson. Tem também este, e este.  Nunca vi esses blocos em lojas, mas pode ser por eu não ter ido atrás deles que não reparei nos benditos... T_T Enfim, vou tentar achar algum deles para testar, e aí, mostro a vocês o resultado! Mas se mais alguém testou, e aprovou também, sintam-se livre para comentar! :)

Bom, é isso. Como eu disse, não tem mistério... Mas qualquer dúvida, é só deixar nos comentários abaixo, que respondo! ;)

Obrigada por acessar o blog! ♥ 
Me encontre também aqui: 

12 comentários

  1. Bia, meus parabéns por conseguir usar Magic Color! Eu luto com as minhas até hoje, três já secaram sem nem serem usadas, e toda vez que vou tentar trabalhar com elas, alguma coisa sai errado :/
    Tu já deu uma pesquisada se elas têm uma canetinha "blender"? Porque tanto a Copic quanto a Tombow tem, geralmente é a 00, que ajuda a misturar as cores. O cheiro delas me lembra mimeógrafo haha <3
    Eu tenho uma folha dessas em tudo quanto é canto, sempre trabalho com elas por baixo, principalmente no sketchbook, porque marcador sempre acaba passando para o outro lado.
    Beijos! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahh, sim, Lidy, eles tem uma blender, sim. Até esqueci de comentar aqui...eu não sei como funcionam com outras marcas, mas a da Magic Color, no meu ponto de vista, não serve pra muita coisa mesmo. u.u não senti diferença alguma em degradês de tons fortes, como esse daqui, e nos de tons claros, a diferença é bem pouca... ele mais esbranquiça as cores do que misturá-las. :/ Aliás, as da Winsor Newton que tenho, também...mais esbranquiçam do que misturam...não sei é assim com outras marcas também, mas pelo nome dela, "blender" eu esperava que elas ajudassem a misturar as cores...mas não é o que acontece com essas que eu tenho T_T
      A maioria dos meus sketchbooks só tem desenhos a lápis ou nanquim, então, não usava a folha atrás...mas realmente pra canetinhas não tem como não colocar essa folha... :/

      Excluir
  2. Ahnnn eu usei MUITO essas canetinhas na faculdade de moda, pq eram a melhor opção custo x benefício! Muitos e muitos croquis <3

    Acabei ganhando algumas Copics de aniversário ano passado e elas são bem maravilhosas nessa parte de degradê MESMO. Mas é aquela, quem sabe usar, qualquer material é ótimo e dá resultados!

    Seu trabalho é lindo demaisss <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Obrigada pela visita e pelo comentário! <3 Concordo contigo, que, nas mãos de quem realmente sabe, qualquer material vira ouro! T_T mas um bom material também faz diferença... hehe T_T Que bom saber que gostou dos meus desenhos! :D
      bjsss :**********

      Excluir
  3. Acho que as cores vibrantes do marcador combinam com as suas meninas! :) Eu já usei essas canetas pra fazer umas brincadeiras no caderno... (Meu namorado tinha elas e estavam abandonadas, aí peguei pra testar) Mas não curto tanto o resultado nos meus trabalhos então não me empolgo tanto. Minha irmã tem umas copics e tb achava q o blender não funcionava... Até q ela comprou um papel próprio pra marcador e passou a funcionar. :P Talvez valha a pena testar a diferença tb com a magic color (eu não tenho blender pra testar e te dizer :/). Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei se era coisa minha, ou se realmente existe esse negócio de material x não combinar com tal tipo de trabalho...eu pensava assim também, até bem pouco tempo atrás. Inclusive não gostava das canetinhas, mas aí resolvi dar mais uma chance e estou adorando, principalmente pela praticidade que é trabalhar com elas! Agora, se ficou melhor ou pior do que com a aquarela, já não sei. Mas estou aproveitando o momento de empolgação com elas. haha Mas legal saber desse negócio com o papel... vou testar outros que tenho aqui, pra ver como ele vai se comportar... obrigada pela dica! ;) bjsss :************

      Excluir
  4. Oi Bia!
    Estava louca para conhecer esse material novo novo que você anda usando, se não me engano até perguntei la no seu instagram sobre o material.
    Adorei esse post explicando sobre elas, parece ser bem complicada de usar, requer muita agilidade, mas o resultado das suas ilustrações estão lindas!!
    Parabéns pelo seu trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Iza, é, acho que tu chegou a perguntar, sim. :D Mas não é tão complicado assim, não. Não sei se me expressei mal, mas não precisa taaaaanta agilidade não! haha quando puder, dá uma testada nelas! Quem sabe, pela praticidade delas, tu também goste! ;)

      Excluir
  5. Bia o tutorial ficou bem explicadinho hein!

    Eu já testei essas canetas, só que não consegui fazer degradés com elas, talvez por que eu só tinha àquelas seis opções de cinza e a experiência foi um desastre. Até pensei em comprar um kit maior para ter uma quantidade maior de tons para fazer os degrades, mas acabei desistindo. Acho que eu não estava preparado para marcadores naquela época.

    Agora, com relação ao blender, tenho seis Copics e o blender e infelizmente, talvez por não entender o funcionamento da caneta, só utilizo ela para fazer pontos claros ou para apagar pequenos erros e nunca consegui fazer o efeito blender com ela. Para obter esse efeito, sempre utilizo um tom mais claro e assim obtenho o resultado esperado.

    Obrigado pelo tutorial e pela parte que focou no degrade. O desenho ficou muito bonito, adoro a personalidade dos seus traços. Ainda não consegui desenvolver uma identidade visual ou mesmo desenvolver trabalhos pessoais com identidade, mas chego lá.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mateus! Engraçado tu falar sobre "estar preparado" porque acho que é exatamente isso mesmo o que acontece. Eu já tive contato com elas, um tempo atrás, e também tinha detestado. Mas tenho visto vários artistas só usando canetinhas, e como eu ainda tinha algumas aqui, resolvi dar mais uma chance, e adorei! E acho que não dá nem pra dizer que foi só uma questão de inspiração, porque sempre vi gente usando canetinhas, né...Acho que foi mais uma questão de estar preparada mesmo, estar mais receptiva a elas...ou mais disposta a trabalhar com elas, não sei... Sobre o blender, não sei se expliquei bem ali, mas é só passar por cima da tua pintura, que, tecnicamente, ele deveria fazer o trabalho... Mas a Liliana comentou mais a cima que pode ser devido à qualidade do papel também, pois, para ela, funcionou. Eu nunca tinha ouvido falar em papel específico para canetinhas..mas acho que vale à pena darmos uma olhada nisso também. Enfim, que bom que gostou do tutorialzinho! hehe espero que te ajude em outras tentativas. ;) sobre a identidade, é isso mesmo, é seguir tentando buscar a maneira que mais te agrada de fazer os teus desenhos. Mas acredito que, de um jeito ou de outra, no fundo, a gente, desde os primeiros rabiscos, já criamos o nosso estilo. Porque, afinal de contas, a gente desenha conforme vemos o mundo, com o que a gente interpreta dele. E cada um tem uma maneira bem particular de vê-lo, né? Mas é um processo constante, ainda estou descobrindo o meu... T_T

      Excluir
  6. Mandei mensagem no seu direct. Sou do alguns sentidos e achei muito bom seu tutorial. Estou buscando dicas de novas canetas pra usar e vi que muita gente tem usado essas magic -colors. Vê o insta, se der. Mega obrigado e quem me falou de você foi a IlustrasDaThaty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, acho que já falei contigo, né?! :D eu curto muito as magic colors, principalmente pela quantidade de cores que a marca oferece... mas vou fazer o videozinho, sim. ;)

      Excluir

Agradeço aos que reservarem um tempinho para comentar! ♥
Ah!, se tiver alguma sugestão de post ou quiser mandar alguma dúvida, ou qualquer mensagem, vou amar receber *-*

© 2016 BIAREYS.COM.BR ALL RIGHTS RESERVED. Tecnologia do Blogger.
© Bia Reys
Maira Gall