Direitos autorais: É proibido fazer fanarts



Olá,

Vim rapidamente (na medida do possível) falar sobre um assunto que talvez seja polêmico e que poucos saibam a respeito — no entanto, muito importante não só para quem trabalha com ilustrações, como para qualquer um que mexe com conteúdos autorais.

Houve uma época, há alguns anos, em que se discutiu muito sobre isso nos fóruns do Deviantart (esse artigo trás várias informações interessantes a respeito. Mas está todo em inglês, sorry). Havia muitos prós e contras. Acontece que, nos EUA (e não só lá, em outros países também) há a cultura de que criar fanarts ajuda a desenvolver a criatividade, entre outras habilidades que agora não me recordo. E, por isso, era (parece que não é mais, graças aos problemas que a internet têm trazido para produtores de conteúdo midiático) permitido a venda de alguns fanarts, doujinshis e até fanfics por lá. Concordo com eles, afinal, quantas vezes já não fiz fanarts, e aprendi com eles coisas sobre estilos, linhas, proporções, cores...? Ou o quanto já não viajei na maionese com fanfics (que ajudam a desenvolver habilidades na escrita)?!

Só que, aqui, nesse Brasil baronil, a coisa muda de cenário. E por um motivo que, acredito eu, também faz sentido. Vender uma obra cuja a propriedade intelectual não te pertence, é crime. Afinal, o autor teve todo um trabalho e esforço (muitas vezes, até pesquisas!) para desenvolver o seu personagem. Então, porque permitir que outra pessoa lucre em cima de um trabalho, esforço e desenvolvimento, cujo mérito não foram deles?

Como podem ver, é uma questão que gera controversas, pois se por um lado tem-se a questão sobre o desenvolvimento de criatividade e produção de material, por outro, tem o "problema" do lucro sobre uma propriedade que não é inteiramente sua.

Eu acho que isso é o mesmo que você se apossar de um terreno baldio que não é seu, para construir uma loja e ganhar em cima de uma terra que não foi criada por você. Por mais que você desenvolva o seu próprio estilo, aquele design character não foi pensado por você. E é ele, esse design character (cores, poses, cabelo, olhos, e até mesmo a personalidade do personagem com seu histórico — falando em fanarts em específico), com todas as suas características, que faz sucesso onde for. E quando você faz uma fanart, estará vendendo muito mais essas características, do que o seu próprio traço, acredito eu. Pois há a questão psicológica ao que ele remete. Você olha para aquele fanart, se lembra da personagem e de sua história, mesmo que com outros traços, e vai adquiri-lo por que é aquele personagem do qual você é fã — muito mais por esse fato, do que por quem o fez. Quem o fez pode influenciar em sua compra, é claro, mas o foco sem dúvidas estará no personagem em si.

Aqui no Brasil, isso é caracterizado por plágio, sim, mesmo que você indique que a personagem não seja de inteira criação sua. Quero dizer, na maioria dos casos. Há alguns autores que permitem, mas nem todos! Sei que personagens da Disney, que muitos adoram ilustrar (inclusive eu! T_T) não estão disponíveis para uso comercial, conforme está descrito no site oficial. Então, a dica é a seguinte: sempre que quiser fazer um fanart (de um personagem de filmes, literatura, música, quadrinhos...do que for!), procure o site oficial ou os autores da obra que queres produzir, e procure se informar sobre licenças de uso antes.

Sobre blogs comerciais, caso você não saiba o que é, segundo uma pesquisa sobre direitos autorais (esta informação específica está nos comentários) que fiz, funciona da seguinte maneira: se você tem um blog em que vende ou faz propaganda de alguma coisa, ele é automaticamente classificado como comercial. Portanto, mesmo que você não venda a sua fanart lá, no seu blog, e mesmo que você afirme que o personagem não é seu, você estará infringindo a lei de direitos autorais — a não ser que os autores tenham liberado a licença, ou você tenha uma carta escrita lhe dando a permissão para colocá-lo em sua página. Pois, acredito eu, eles consideram que você está se aproveitando daquela personagem (no caso de fanarts) para atrair um público para o seu material. :/

Confesso que eu não sabia dessa questão, em particular, e assim que li, retirei todos os meus fanarts do blog e das redes sociais!

Claro que sempre tem aquela questão: mas quem é que vai me processar? A probabilidade de alguém de fora ver meu blog, pra me processar, é mínima. Além disso, é só dar uma voltinha no centro da cidade (principalmente nas capitais do país), que vemos milhares de lojinhas usando personagens da Disney em seus logotipos, por exemplo, ou vendendo bonecos não fabricados por eles — e sem dúvidas, eles não pagam royalties para a Disney.

Falando sobre esse assunto, a Jaque até me mandou este link, que noticia um restaurante temático que abriu em São Paulo, todo decorado com base no Star Wars, do George Lucas. Achei isso bem curioso até, porque lembro que alguns anos atrás não se via nem fanfics do Star Wars nos sites que publicam fanfics (até encontrei hoje, mas garanto que não existiam!). Há uma lista circulando por aí de autores que não permitem fanfics de suas criações, como a Anne Rice, por exemplo. Já ouvi dizer também que até o autor do Game of Thrones era contra. Bom, tenho quase certeza de que o George Lucas também não permitia. Não sei agora, talvez ele tenha mudado de posição... Mas lembro de ter lido alguns comentários bem pesados, de alguns autores criticando fanfics como uma forma preguiçosa de escrever (???) entre outras coisas.


Em nossa discussão, também surgiu outra dúvida: como funciona a lei para esses eventos de cosplay, por exemplo? Não sei se eles pagam royaties, ou possuem alguma autorização para tal. Afinal, eles estão lucrando em cima de muitos personagens... Também não sei como fica para quem escreve resenhas sobre filmes\séries\hqs\etc... Resenhas sobre livros, acredito que não haja problemas, já que têm funcionado como propaganda para as editoras (e nunca ouvi falar sobre algum problema a respeito). De qualquer forma, minha mais nova meta é juntar uma grana para consultar um advogado especialista em direitos autorais para me informar bem sobre essas questões.

Enfim, pesquisando sobre essa questão de direitos autorais, até encontrei essa noticia velha de que a Disney processou uma família americana que usava sem autorização os personagens em brinquedos infláveis (e até fantasias) que utilizavam em festinhas infantis que eles organizavam (parece que era um negócio de família). :/ Ok, isso foi lá nos EUA, mas nunca se sabe quando podem nos encontrar. Prefiro evitar.

Na verdade, acredito que isso é uma questão de profissionalismo e ética, que com certeza fará a diferença para quem realmente pretende trabalhar com qualquer coisa de cunho autoral. Como eu estava comentando pra Jaque, uma pessoa (ou uma empresa para quem você está enviando seus trabalhos) que sabe dessas leis, ao ver que você está infringindo-as, com certeza te olhará "mal", por ver que você não está sendo muito ético\honesto.

Recomendo a leitura do xCake, que trás vários artigos bons e bem explicados (sem o blablabla complicado da linguagem jurídica) sobre o assunto. Lá há inclusive alguns artigos mais específicos sobre conteúdos e imagens para blogs. Afinal, como eles mesmo dizem, "o único responsável jurídico por seu conteúdo, é você". :)

Espero que o post tenha servido para alguma coisa. T_T Achei válido trazer essa questão para cá, para informar aos que não sabiam. E se alguém souber de mais alguma informação e quiser compartilhá-la, seja bem vindx! :)

PS: viram minha aquarela lá? :3 Ela saiu com várias falhas, eu sei, mas fiquei bem feliz com o o efeito da tinta na joaninha.

Obrigada por acessar o blog! ♥
Me encontre também aqui:
Deviantart | Facebook | Instagram | Tumblr

Comentários

  1. Acho que na questão das resenhas de livros que você falou, não só gera vendas para as editoras, quanto também populariza os autores. E o autor sem popularidade não é nada... Se bem que acredito que nem as editoras fariam parcerias para resenhas, ou venderiam os livros, se for tudo assim tão rigoroso. Fato é, aqui no Brasil o pessoal se apropria demais das coisas... Igual esse restaurante que te mostrei. Tem o Spock Burguer lá em Mogi também, que usa logo o nome! Hauhuaha! Enfim, essa história vai mais longe do que a gente pensa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha, eu já encontrei uma HQ (aquela do entrevista com o Vampiro, não sei se tu viu o post que fiz ) que proibia a postagem de qualquer parte da obra em qualquer meio. Está naquela parte interna onde tem os créditos de quem traduziu, publicou e etc. E mesmo assim, se tu catar no google, tu vê gente postando fotos das páginas internas, de gente que não leu ali... eu prefiro evitar a possibilidade de ter que bater de cara com um processo com a editora. E acredito sim que cada vez mais as empresas estão de olho na web, cuidando os seus produtos, quem está infringindo. Não é a toa que o google volta e meia tira imagens de produtos autorais da galeria deles (tu já deve ter procurado alguma imagem no google, e visto aquela mensagem no final "esse conteúdo foi removido por ferir as leis de direitos autorais" alguma coisa assim — certamente pq os autores reclamaram). O youtube vive removendo conteúdo também. O facebook também bloqueia conteúdos protegidos (quando acham, pelo menos). Mas esta questão da apropriação é séria, realmente. Não só de personagens famosos, como de artistas também. Já vi gente usando ilustrações de artistas pra estampar coisas e vender por ai. Dai alguém noticia o artista, e o coitado, não sei como, teve que sair correndo atrás dos seus direitos. É brabo. É bem complicado mesmo. aqui tem uma lanchonete, ficava até na esquina de casa (agora me mudei, mas a lanchonete continua lá) que usa no logotipo deles os personagens daquele filme Era do Gelo. Eles usando até no nome deles "Era do Xis" (não sei como vcs chamam aí, xis é aquele sanduíche gigantesco que podemos pedir em vários sabores - salada, frango, carne...tem de tudo - e tri bom! auiehuieh). Mas enfim, o post aqui também é mais relacionado a quem faz uso comercial! Claro que em blogs pessoais, em que não gera lucro algum pra pessoa, nada disso se aplica, né..
      bjsss :************

      Excluir
  2. Eu já passei por uma situação chata no Society6. Fiz um retrato da Lana Del Rey, coloquei à venda - e vendi -, depois de mais de 1 ano, recebi uma notificação que minha obra estava em conflito com o detentor dos direitos autorais (quem? a Lana?) e retiraram do ar. Só que tem muita, mas MUITA arte no S6 com celebridades, com fanarts, enfim... O Behance é outro lugar que também tem vários projetos colaborativos e convocatórias pra fanarts, assim como Flickr e o próprio Deviant.
    Acho que as leis de direitos autorais são muito mais permissivas do que efetivas. Ao invés de proteger o produtor, elas deixam margem para várias exceções. No caso da fanart, ela é uma reinterpretação da obra, não uma cópia. Como artista, às vezes me vejo muito confusa, pois fazer uma homenagem à Sailor Moon e postar no meu blog é totalmente diferente de pegar o trabalho original da Naoko e colocar diretamente no toldo da minha lojinha - isso é má fé.
    Ai que difícil :/ vamos chamar advogados para essa nossa conversa hahahahha :D

    beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma questão complicada mesmo, pq a internet é tão vasta, que fica difícil de conseguir monitorar toda ela, realmente. E eu tenho visto muitos ilustradores (tanto brasileiros quanto de fora) vendendo fanarts (provavelmente, estão alheios a essas informações). Mas acredito nos direitos do autor, e acho que devem ser respeitados. Só acho que deveria ter canais mais abertos e explicativos para orientar as pessoas. Infelizmente essas informações não são divulgadas, deixando a gente na margem da ignorância (quanto ao assunto). Eles meio que são permissivos nesse ponto mesmo (e aí, acho que estão agindo em má fé também, pq muitos se aproveitam de quem não tem essa informação). Por isso faço questão de deixar aquela observação no site de que nem tudo o que posto no blog pertence a mim (embora tenho evitado postar coisas que não sejam minhas) e que retiro do site se me avisarem, se a pessoa não quiser seu material no blog (acho que isso dá um pouco mais de segurança, não sei)... Mas, olha, não sei se estou certa ou não, mas eu vejo reinterpretações mais ou menos no mesmo patamar das adaptações literárias (pq não deixa de ser uma adaptação visual que a gente faz com essas reinterpretações). Acho que, de qualquer forma, o artista teria que pagar royalties (como as editoras que publicam adaptações pagam pro autor). Mas não tenho certeza. E tem outra coisa, também...se tu fizer um retrato de alguém já falecido há muitos anos, do Allan Poe, por exemplo, cujas obras já estão em domínio público (pois os direitos autorais tem um prazo de validade, depois que o autor morre, no caso da literatura) acho que seria permitido. mas também não tenho certeza.

      Ah, é difícil mesmo. T_T mas tô mesmo pensando seriamente em pagar uma consultoria com um advogado. :/

      bjsss :***************

      Excluir
  3. OI, Bia!!!
    Esse é assunto é complicado mesmo e depende do contexto das coisas. Quando eu estudei direito industrial (essas coisas de patente e etc) surgiram algumas questões referentes a direitos autorais e intelectuais também. Aí a coisa é muito delicada e, aparentemente, em algumas situações precisam ser analisadas caso a caso.
    Mas basicamente, releituras e paródias são proibidas pela lei. E é aí que está a sutileza da coisa... quando é uma releitura e quando não é? Se por um lado existem essas leis que protegem o direito do autor (o que é justíssimo) existem outras que protegem e validam ações artísticas. Se eu fizer um quadro da sailor moon e te vender, eu posso. Não estou cometendo crimes, porque é uma transação pessoal artística, e não comercial. Meu quadro não se replicará em meia dúzia, e nele estará impressa minha visão como artísta. Agora, se for um tipo de obra cujo valor artístico meu, pessoal, não esteja presente... aí é que a questão pode começar a gerar algum blablabla.
    Ao meu entender, de conversas com outros ilustradores e artistas amigos meus, o fanart é permitido desde que você não lucre com ele comercialmente (não venda cópias dele, não estampe em camisetas, não monte um negócio em prol disso) e desde que você faça uma releitura/paródia que imprimam aquilo que só você, como artista, pode imprimir (aí, nesses casos, dependendo de como for, você pode sim vender uma peça exclusiva do fanart como uma transação pessoal artística).
    Nós temos vários fanarts, como ilustradoras, feitas muitas vezes para homenagear/aprender. Apesar de isso gerar sim visibilidade em alguns casos, nossos fanarts não são nosso objetivo final: queremos divulgar nosso trabalho pessoal, aquele que nós criamos e que apenas nós fazemos. Não ganhamos dinheiro com eles. Você faz fanarts, mas as obras que você vende (literal e metaforicamente) são as obras que só a Bia Reys sabe fazer e que são 100% criação sua.
    Então, sem apavoramentos... xD Pode continuar fazendo fanarts, fazendo suas releituras tranquilamente. Desde que o teor artístico esteja ali refletido na imagem (sem intenções comerciais), você não será processada por direitos autorais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive uma disciplina sobre propriedade intelectual, quando cursava design, mas foi muito básico, e voltado para o design mesmo... mas sei que as coisas devem ser analisadas caso a caso... Mas olha só que interessante "transação pessoal artística" nunca tinha ouvido falar nesse termo. vou dar uma pesquisada. ;) Mas, olha, tu disse " porque é uma transação pessoal artística, e não comercial", mas qualquer coisa vendida já torna a transação comercial, não? a questão de ser produzido em massa ou não, é que é outra questão (e acho que a infração seria mais alta ainda). mas de qualquer forma, vender é lucrar, e logo é comercializar. ao meu ver, pelo menos. Num dos artigos da XCake, a moça que trabalha lá, e acredito que entenda de direitos autorais (afinal, ela disponibiliza vários artigos sobre isso lá) comentou que fanartes é proibido, sim. Até pq como tu mesma disse, eles nos ajudam a ganhar visibilidade (que na visão juridica, pelo que entendi, é desonesto pq estamos usando um material que não foi totalmente criado por nós, e não temos autorização para tal). E de qualquer forma, como eu vendo, ou faço propaganda da "lojinha" aqui, isso torna o meu blog comercial, logo eu não poderia criar fanarts. Entendo que não teria problema se fosse só um blog pessoal, se eu não vendesse nada, nem fizesse propaganda de nada, mas como não é o caso... prefiro me precaver, por enquanto auiheiuehau T_T...

      enfim, tenho que juntar grana pra consultar um advogado sobre isso. acho que é mais seguro, do que ficar nos achismo e lendo coisas na internet, que a gente nem sabe direito a validade daquilo... :S

      Excluir
  4. Que complicação... :/ Não sou muito de fazer fanarts (geralmente acho difícil), mas gostava de ver os seus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili, obrigada pela visita e pelo comentário! <3 pois é, mas talvez eu tenha entendido alguma coisa errado...ou não. de qualquer forma, já estou procurando advogados especialistas em direitos autorais para esclarecer essas, entre outras, dúvidas. :)
      bjsss :*****************

      Excluir
  5. Eu adorei muito esse post! Estou fazendo um negócio novo que estou arriscando em umas questões assim, mas aí me pergunto, e os sites que vendem camisetas/almofadas/etc??? A Chico Rei por exemplo é enorme e só faz coisas do tipo. Camiseteria também tem muitos casos assim. Fico confusa quando vejo essas coisas, mas logo quero ser licenciada então estarei regularizada =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, tem muitas empresas vendendo fanarts...empresas que, à principio, parecem sérias...também fico confusa com isso. mas prefiro me manter na linha de segurança. ainda vou conseguir uma consultoria com um advogado pra esclarecer essas questões. T_T enfim, que bom que o post serviu pra algo!
      bjsss :************

      Excluir
  6. Eu tenho uma duvida, estou desenvolvendo um jogo digital infantil para os meus sobrinhos de um desenho bem conhecido, e queria disponibilizar de graça para outros fans baixarem, mesmo sendo gratuito eu teria que pagar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo... olha, eu realmente não sei te informar sobre isso. Acho que o melhor mesmo, para ter garantias, é consultar um advogado. Mas se fosse eu (e não pudesse pagar por uma consulta agora com um advogado), trataria de criar meus próprios personagens para o jogo. É aquela velha história "melhor prevenir do que remediar", né? Mas se vocês realmente insistem em usar os personagens do tal desenho, te aconselho fortemente a além de colocar os créditos aos personagens e cenários, se também for o caso, deixar bem claro que o jogo não possui fins lucrativos e que o jogo não possui nenhuma relação com os produtores do tal desenho. Deixe claro também que ele foi desenvolvido por fãs, para fins recreativos, apenas. Assim, pelo menos, vocês não estarão alegando que eles são seus... Mas tenha em mente que, mesmo assim, isso não garante que vocês não possam ter algum problema com direitos autorais no futuro! (como também não nada garante que possam ter, é claro). É um risco que vocês vão tomar por conta própria.

      Excluir
  7. Essa Chico Rei é uma vergonha! O dono é um safado, que não tem um pingo de vergonha na cara! Pega capa de jogo, rosto de famosos...e vem com essas estampinhas de designer safado, vender um monte de produto sem licença!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ele não é o único que faz isso! hehe

      Excluir
  8. Se eu fizesse um tumblr pra postar fanarts de animes (como os vários que existem por aí) e separasse uma página pra dar os devidos créditos aos autores, isso teria problema? E fazer estampas com personagens (pintado a mão) pra mim mesma usar? Eu tenho medo dessas coisas então...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, Anônima! Então, não sei se te entendi bem... Você quer fazer uma página só pra expor tuas fanarts, e outra só para colocar os créditos??? Na verdade, o correto é fazer tudo num só lugar. Quando tu faz a fanart, e expõe em algum lugar, tu deve deixar explícito ali mesmo, junto com a tua fanart, quem é o autor original. No caso, como tu vais expor num site, tu podes fazer isso na própria postagem. Mas se tu fosse imprimir, tu poderias colocar em algum cantinho da ilustração, ou no verso, algo do tipo "fanart do personagem tal, da obra tal, do autor tal." — embora isso não te livre de receber algum processo, né! É proibido vender fanart, e ponto final! Mas assim, fazer fanart por diversão, só por fazer porque tu gosta e tal, sem fins lucrativo, não tem problema algum! O problema é a comercialização de uma obra que não foi criada por ti! Então, não te preocupa com a camisa, se você vai fazer pra ti mesma. ;) Até porque as autoridades não apreendem quem consome, e sim quem produz a "falsificação". :) qualquer coisa, se ficou alguma dúvida, pode me mandar outra mensagem ;) se eu souber responder, responderei com prazer! :)

      Excluir
    2. Olá, desculpe pelos meses de demora (eu tinha esquecido que tinha feito a pergunta, hoje reencontrei seu blog e li sua resposta). Muito obrigada pela informação, ela realmente foi muito útil para mim! E eu agradeço, mas já tirei minhas dúvidas com essa resposta. Novamente muito obrigada, e gostaria de dizer também que suas ilustrações são lindas!!! Um ótimo ano novo para você!

      Excluir
  9. Obrigada! que bom que conseguistes sanar tua dúvida! :) FEliz ano novo pra ti também!

    ResponderExcluir
  10. Tudo bem Bia? Cheguei até o seu magnífico blog/site porque estou exaustivamente pesquisando sobre o assunto, e quero ver se acho algo antes de recorrer a algum advogado especialista $$$. Achei seu artigo muito bom e gostaria de saber se consegue me dar mais uma luz.
    Sou animador e recentemente criei um canal no youtube (canal na torcida) sobre futebol exclusivamente. Tive a idéia de criar todos os mascotes dos clubes no estilo CHIBI (coisa que não existe e portanto todos eles são criações próprias) e comercializá-los em diversos produtos.
    Minha dúvida é se posso ter algum problema com isso porque os personagens fazem referência aos clubes. Por mais que o personagem tenha os traços e estilo próprio criado por mim, sejam de personagens de domínio público (saci, mosqueteiro, peixe, urubu, etc.) e não tenham nenhum escudo ou nome dos clubes...Mas eles fazem referência, ou seja, se você olha para o saci de camisa vermelha, faz a ligação que é o mascote do Inter.
    Não sei se entendeu exatamente a minha dúvida para pode dar uma olhada: https://www.colab55.com/@natorcida

    Obrigado!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigada pelo comentário, e fico feliz por saber que o post foi útil. Mas então, tu tens um caso bem específico...eu dei uma olhada na tua página da Colab. Eu realmente não sei te dizer com certeza, porque acredito eu, esses mascotes são registrados pelos times. E embora sejam personagens de domínio público, a alusão é bem clara pelas roupas e cores também. Portanto, acho que eles poderiam alegar que é plágio, nesse caso. Se fossem outros personagens com aquelas roupas (e sem o brasão) — por exemplo, um passarinho com uma roupa azul, acho que seria mais difícil de tu teres algum problema. Mas como eu disse, eu realmente não tenho certeza nesse teu caso. :/
      Mas enfim, sinta-se livre para enviar mensagens. ;) sempre que puder, eu respondo!

      Excluir
    2. Muito Obrigado Bia! Já ajudou o caso....VOu dar uma pesquisada mais afundo. Abs!

      Excluir
  11. Corrigindo um comentário acima: Paródia não é crime, e para tal, não necessita de licença, mas as questão é delicada justamente pelo ponto que você tocou no texto. Ao olhar a imagem, o que vem logo a mente é a original. Essa Subjetividade é que complica a coisa. A Lei determina que a paródia que não se pode utilizar mais que o necessário para a paródia, mas aí o que seria esse "mais que necessário"?A única objetiva que a lei determina sobre é que a paródia não ter caráter ofensivo de forma a desmoralizar a obra original e o caso citado acima,de você fazer a arte de um personagem para vender para apenas uma pessoa ou para você mesmo o utilizar tbm não inflige direito autoral. É até por isso que muitas artistas que fazem arte para estampa recorrem a paródias que fazem referências a duas coisas ao mesmo. Ex: Uma camiseta com a estampa de uma HQ Do Homem de Ferro tocando Guitarra escrito Iron Maiden.
    Um setor que tem sofrido nesse quesito é a de Mystery Box que começou a se popularizar no país,e muitos pelo visto muitos desconhece tal questão, e como muitas ainda nem são empresas,no sentido que não possuem cnpj ,apenas mandam fabricar seus produtos em empresas que fabricam brindes com a imagem de algum personagem famoso e as vende em sites como o Mercado Livre,e alguns já rodaram devido essa lei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruno, desculpa a demora pra te responder...mas, sim, tens razão, a paródia não é crime...mas no caso que citaste ali, no final, "Uma camiseta com a estampa de uma HQ Do Homem de Ferro tocando Guitarra escrito Iron Maiden.", eu, particularmente, não consideraria isso uma parodia. me parece mais uma apropriação de imagem mesmo. Por que a paródia tem um cunho crítico. Serve para criticar algo. Nesse caso que tu citastes, não vejo crítica alguma...apenas uma apropriação de uma figura famosa, misturada a uma banda famosa... corrija-me se eu estiver errada, por favor...pois realmente não vejo critica alguma aí.

      Excluir
  12. Obrigado Bia Reys!
    Ajudou a esclarecer ainda mais sobre o assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sem problemas, Rogério! Eu que te agradeço por ler e comentar aqui! ;)

      Excluir

Postar um comentário

Agradeço aos que reservarem um tempinho para comentar! ♥
Ah!, se tiver alguma sugestão de post ou quiser mandar alguma dúvida, ou qualquer mensagem, vou amar receber *-*

Postagens mais visitadas