dia da mulher

"Dia de luto por todas que foram queimadas, assassinadas.
Dia de luta para todas que permanecem armadas.
Não queremos flores, primeiro queremos ser respeitadas.
Não queremos ser agredidas e não vamos mais ficar caladas.
Mulher, seja o que quiser, mas seja livre.
Um beijo e força como calibre.
Para todas irmãs de guerra na luta diária universal." 

— por Brisa de La Cordillera

Uma amiga postou esse poema no facebook, e estou compartilhando ele aqui, porque acho que merece mais reconhecimento. :)

O meu desenho acima é a minha "releitura" do famoso retrato da modelo Geraldine Hoff Doyle. Segundo o Wikipedia, ela era uma modelo que por acaso se tornou ícone da mulher trabalhadora durante a Segunda Guerra Mundial. Na época, o cartaz chamava as mulheres americanas ao trabalho enquanto a força operária do país estava em combate. Mais tarde, ele foi utilizado em campanhas políticas e publicitárias, até ser usado para promover o feminismo.

Pouco se sabe sobre ela. Apenas que Geraldine era música, tocava violoncelo, e casou-se com um dentista em 1943. O casal teve seis filhos, e permaneceram casados até sua morte em fevereiro de 2010. Faleceu, aos 86 anos de idade.

Não vou dizer "Feliz dia da mulher", porque acredito que esta não seja uma data para celebrar, não com tantos números altos contra a liberdade feminina. 

Comentários

  1. Bravo! Pelo resgate histórico e pela posição!

    "Mulher, seja o que quiser, mas seja livre.
    Um beijo e força como calibre"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, e pelo comentário, Antonio. :)

      Excluir

Postar um comentário

Agradeço aos que reservarem um tempinho para comentar! ♥
Ah!, se tiver alguma sugestão de post ou quiser mandar alguma dúvida, ou qualquer mensagem, vou amar receber *-*

Postagens mais visitadas