segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Mangás: Maiden in Heaven





























Olá, para quem lê o blog. :)
Preciso comentar esse mangá! Já faz um tempo que eu estava procurando por essa belezura, e finalmente consegui comprá-lo. Eu tenho uma pequena grande queda por "dramalhões", e já tinha lido alguns comentários sobre ele, por isso o queria tanto. *_* E finalmente, o consegui. Para quem não sabe, eu coleciono mangás, e minha maior motivação para o desenho foram os quadrinhos japoneses. Por isso, não posso deixar de comentar aqui sobre eles.

Enfim, a sinopse: Após sofrer um acidente, Reiji acaba recebendo vários implantes por todo corpo, a tal ponto de ser considerado mais robô que homem. Por ser um procedimento ainda ilegal e em fase de testes, ele é obrigado a viver uma nova e curta vida, já que seus implantes funcionarão por apenas algum tempo, sob o nome falso de Kazemichi Himejima. Mas uma coisa ainda o mantém ligado a este mundo, o amor por Juri.

Ficha técnica:
Autor: Yashiki Yukari – Sakurai Ami.
Formato: 12,7 x 18,9 cm, 176 páginas, brochura. Duas edições.
Gênero: josei.
A história é dividida em duas partes. A primeira, Made in Heaven: Kazemichi, onde conhecemos os últimos momentos de vida dele, desde o momento do acidente que ele sofre. À princípio, o acidente parece meio forçado, quero dizer, ele estava de bicicleta quando foi atropelado por um caminhão. Geralmente, ou a pessoa morre, dependendo de como é a batida, ou fica com alguns ossos quebrados, não é? (corrijam-me se eu estiver errada). Mas aqui, a autora resolveu arriscar dizendo que ele ficou completamente desfigurado. Bom, eu, pelo menos, achei estranho...

Continuando, para sobreviver, ele concorda em servir de cobaia de testes de uma organização que testa novos meios de vida, e o transforma num ciborgue. Toda a pele dele é substituída por um material fabricado que imita a pele com perfeição (afinal, como mais a Juri não percebeu?) além de ter alguns órgãos internos também trocados. Ele muda de nome, e tenta viver uma nova vida enquanto pode, já que toda sua aparelhagem possui um prazo de validade (por ainda estar em testes).

O que notei foi que em Kazemichi, há um toque de maturidade e solidão no personagem que me cativou. Os diálogos são sucintos, mas suficientes. Acredito que isso ajude a criar o clima de solidão de tristeza das personagens, muito bem vindos aqui.

Então, o tempo vai passando, e ele tenta se adaptar a essa nova vida, e a falta de sensações (como o tato, que a pele artificial não lhe permite a isso). E ele conhece Juri, uma moça misteriosa, com alguns segredos, que chama sua atenção. Ele começam a se relacionar, vão morar junto, mas embora estivessem tão perto é como se estivesse longe um do outro. Eles são frios, há pouco diálogo entre eles — o que de certa forma, no meu ponto de vista, torna a história mais atraente.

A segunda parte, Made in Heaven: Juri, a segunda edição, temos o ponto de vista da moça, Juri. Após a morte dele, é que ela descobre quem realmente era o Kazemichi, além vários detalhes sobre o passado dele que não tinha sido mostrado na primeira edição. Além de, é claro, também conhecermos um pouco mais sobre ela, e seu modo de pensar. É bem legal mesmo. Me fez pensar como as vezes o ser humano é burro. "Sempre deixa para depois que a pessoa morre para lhe dar flores, ou invés de presenteá-las em vida", como li alguma vez em algum lugar. Ou seja, ela só conheceu o seu namorado realmente depois que ele se foi. Bem triste.

Como já disse, tenho uma queda por romances dramáticos, e esse não me decepcionou. Quase chorei junto com ela pela morte do Kazemichi. Mas como sempre, o que me atraí à primeira vista é o traço da autora; simples mas muito bonito, como podem ver nas fotos abaixo. :)



2 comentários

  1. Também adoro ler mangás, e histórias tristes e românticas têm me conquistado bastante... Olha, eu também tinha começado a aprender a desenhar por causa dos mangás, mas digamos que não evoluí muito, hehe.
    Fiquei super curiosa pra ler esse aí :3 Beijões!

    http://sabado-chuvoso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tu puder comprar eles, compre. apesar de não ser o meu favorito, mas acho que para uma história com apensa dois volumes, vale à pena. :) sobre o desenho, é só uma questão de prática mesmo. :)
      bjss :*************

      Excluir

Agradeço aos que reservarem um tempinho para comentar! ♥
Ah!, se tiver alguma sugestão de post ou quiser mandar alguma dúvida, ou qualquer mensagem, vou amar receber *-*

© 2016 BIAREYS.COM.BR ALL RIGHTS RESERVED. Tecnologia do Blogger.
© Bia Reys
Maira Gall