segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Nada como o tempo





Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.


Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.


Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.


O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.


No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!


(autor desconhecido)

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Comentando o último capítulo de Naruto





Deus, eu sei que não acabou ainda, mas já estou me sentindo órfã! T_T Como não comentar o último capitulo de Naruto, depois de tantos anos acompanhando o pestinha crescer? Foram tantas risadas e frustrações, tantas fantasias criadas, que não há como ficar calada diante deste final que, afinal, não foi épico, ora bolas. Mas eu gostei? Gostei. E não gostei também. Quero dizer, foi meio previsível (o que é bom e não é!), mas ao mesmo tempo foi certo (como vi alguém dizer por aí). Foi como tinha que ser, no mínimo. Ah, são tantas emoções, que fica difícil de explicar. Então, se algum de vocês não gostar de spoiler, não leia o restante do post, porque não consigo falar qualquer coisa sobre ele sem dar spoilers. :/

Já devo ter comentado que não acompanhava muito bem o mangá, né? Voltei a acompanhá-lo há uns 10 capítulos atrás. O anime, no entanto, acompanho sempre com o namorado, inclusive. O que é bom para poder manter fresco na memória algumas pontas soltas que haviam ficado para trás e que, de fato, bem, não foram sanadas ainda com o final do Shippuden. A boa notícia é que acabou o Shippuden, mas vem aí o "último" filme (entre aspas por que me pergunto se será mesmo o último) que deverá trazer mais algumas informações, e teremos ainda mais uma nova saga no final do ano que vem (que talvez ainda traga mais filmes), pois o tio Kishi já deixou claro que Naruto não acabou, não. Afinal, Naruto ficou anos entre o primeiro e segundo lugar no ranking. Seria de se estranhar que o Kishimoto abrisse mão da sua galinha dos ovos de ouro. No entanto, a continuação, segundo os rumores, deverá ser focada nos novos personagens (não sei quantos anos depois desta guerra, ou seja, com eles adultos!). :/ Terá também alguns light novels, e pelo que vi, o primeiro será sobre o Kakashi. Enfim, é só esperar para vermos.

O último capítulo, então, o que dizer? Eu esperava algo mais épico, algo mais forte, embora eu não tenha pensado exatamente sobre o quê poderia ser essa coisa mais forte. A morte do Sasuke era algo que alguns esperavam, mas eu não queria que ele morresse! Mas mesmo assim, quando terminei o capítulo 699, pensei "ah, é isso mesmo? Só isso?" Sei lá. O Sasuke, no meu ponto de vista, tinha potencial a ser um "vilão" muito mais forte, muito mais complexo. A sensação que eu tive com essa "redenção" do Sasuke, em sua epifania, é de que ele realmente não passava de um garoto revoltadinho querendo chamar a atenção. "Tudo o que me faltava era amor". ¬¬ Convenhamos, um bom tabefe na cara, também, né?! — Isto é, se é que essa era mesmo a intenção do Kishi. Por que para um cara que perdeu tudo o que tinha na vida — uma família amável e carinhosa, um irmão exemplar, no melhor estilo herói, além de um clã que se tratava como amigos, ou até mesmo uma grande família — pelas mãos do próprio querido irmão herói que sacrifica sua imagem pelo bem de outros... Olha, o Sasuke deveria ter explodido o mundo com todo o seu ódio! Ele deveria estar muito mais puto com o mundo do que o Obito e o Madara! Será que só eu que penso assim? Quero dizer, ele tinha todo o motivo do mundo, ou melhor, toda a desculpa do mundo para querer explodir tudo, muito mais do que os outros dois. Assim como acabou, no meu ponto de vista, ficou parecendo que ele apenas não passava de um menino revoltadinho.

Ao mesmo tempo, fiquei contente que o Sasuke voltou ao seu senso da razão. Se é que dá para dizer que ele alguma vez foi "normal" nesse sentido, visto que desde o primeiro episódio ele se mostrou revoltadinho, salvo os episódios em que mostravam ele mais pequenininho, andando na sombra do Itachi, todo cuti-cuti. Mas, no final das contas, o Kishimoto nos mostrou que o Sasuke era um bom menino, sim. Era apenas um menino perdido no mundo, incompreendido em suas dores.

Não sei vocês, mas acho que o tio Kishi atropelou algumas coisas. Quero dizer, não que eu não torcesse pela volta do time 7, mas acho que o Sasuke poderia ter "causado" mais. Apesar de que, de certa forma, a coisa já andava meio enrolada mesmo, pareciam estar se arrastando demais com essa questão do Sasuke/Obito/Madara. Então, por um lado, é até um alívio que tenha acabado assim, e por isso digo que também gostei do final, apesar desse buraco.

Sobre o Sasuke ter que sair da vila, numa busca por uma "paz interior" (por que foi isso o que me pareceu), eu achei bastante compatível com a personalidade dele. Ele não é extrovertido como o Naruto. Sem falar que consigo entender o constrangimento que ele deve sentir por todo o transtorno que causou para Konoha. Acho que nada mais natural que ele queira se afastar. Apesar de que, por outro lado, também soa um pouco como uma fuga das consequências. Mas acho que não haveriam muitas ali. Talvez por parte dos outros habitantes de Konoha...Não sei.

Mas, convenhamos, ficou muito massa a última cena com o Naruto devolvendo a bandana do Sasuke. Gente, eu tinha me esquecido completamente dela! Hahah. Foi uma ótima surpresa, pra mim, pelo menos! Aquele último quadro foi perfeito, não poderia ter sido diferente mesmo! Eu acho.

Agora, o capítulo 700... Nossa! Nossa! Nossa! Nossa! Minha nossa, foi uma baita surpresa mesmo. Quero dizer, eu imaginava que ele pudesse mostrar alguma coisa nesse sentido; mostrar o pessoal num futuro não muito distante, mas não tanto assim. NaruHina, poha! SaiIno, ShikaTema...e, claro SasuSaku! T__________T YES, YES, YES!

Mas vamos por partes. Primeiro, quero falar do novo visual deles, porque alguns me surpreenderam. Com base no character design deles para o filme, não pensei que eu fosse gostar tanto assim deles. Eu já comentei num post anterior que não curti muito o visual deles no filme.... Mas gostei bastante deles nesse futuro, em que todos eles, ou quase todos, já têm sua família formada.

Sobre os personagens secundários, a Anko me surpreendeu aparecendo mais "cheinha". A Mei também me pareceu mais encorpada, lá na página 10. E a Kurenai, cruzes, me pareceu quase irreconhecível. :/

O Chouji, não sei por que raios, já que o clã dele é de gordinhos, eu imaginava que fosse ficar magro quando fosse mais velho. Mas gostei da barba dele e do quão reconhecível ele permaneceu; a Tenten ficou linda com aquele penteado de tranças mais soltas nas costas. E achei muito legal a ideia de ela ter uma loja de armas; o Shikamaru ficou igual ao pai; a Sakura não mudou muito, só achei ela um pouco mais peituda, embora eu não tenha curtido essa imagem de dona de casa que colocaram nela. Pôxa, precisava mesmo disso? Por que não a mostraram como uma médica, que seria muito mais compatível com ela? Além disso, não me entendam mal, mas acredito que isso, infelizmente, reforça a ideia machista de que ser dona de casa é algo para quem não tem aptidão para outra coisa (e a Sakura tem aptidão para ser uma excelente médica!). Infelizmente, isso também reforça a ideia de que ela seja uma personagem inútil que muitos acreditam que seja. E isso é simplesmente errado em todos os sentidos!; o Gaara ficou um pouco engraçado com aquele cabelo lambido pro lado, no estilo bom moço (meio jeca, diga-se de passagem, mas ficou legal nele); mas o que diabos é aquela viseira (ou óculos, sei lá o que é aquilo) do Shino? Ele virou o Ciclope do x-men?; A Hinata ficou fofa, com uma roupinha de dia-a-dia, mas não dá para dizer muito mais sobre ela (e juro que quase chorei com aquela cena da Hinata e a Himawari no túmulo do Neji | KISHIMOTO FILHO DA PUTA QUE NÃO RESSUSCITOU O NEJILINDO); o Lee ficou mais gostosinho; o Sai continua o mesmo; o Kiba ficou sexy, mais velho. E devo confessar que estranhei ver o Akamaru velhinho! T__T mas acho que nada mais que natural que o cachorro tenha envelhecido também; o Naruto ficou muito lindinho, mais maduro. Eu não gostei do cabelo dele no filme, mas naqueles quadros em que ele aparece atrás do filho, eu realmente amei! Não sei se eram as expressões, ou o quê. Mas percebe-se que ele parece, sim, mais maduro ali! E o Sasuke, bom, foi o que mais me surpreendeu. Afinal, a decepção foi gigantesca com o visual meio rapper/funkeiro que colocaram nele no filme, com aquelas correntes idiotas e uma faixa maior do que a cabeça dele na testa (me desculpe quem curtiu aquilo, mas achei muito nada a ver mesmo!). Então, esse visual que ele mostrou no capítulo 700 me fez me apaixonar de novo pelo Sasuke! Sério! Ficou lindo, maravilhoso, perfeito. Aquele, sim, senti que era o verdadeiro Sasuke; não aquela porcaria meio rapper/funkeiro que meteram nele. O Sasuke é um lobo solitário, e não alguém que procura os holofotes. Ele é sério e discreto! Aquele visual do filme ficou muito espalhafatoso, nem parece ter sido obra do Kishimoto!

E ainda falando no novo visual dele, minha amiga Melany Chains apontou um detalhe que eu não tinha reparado (tão encantada que fiquei por esse novo Sasuke! aiuehauiehaui). Mais alguém reparou que o cabelo dele ficou mais no estilo Madara? O.o Seria isso alguma mensagem subliminar? Hum?

E por falar em mensagens, a Melany me mostrou outro detalhe interessante. O nome da filha do Sasuke e da Sakura é Sarada. Acrescentem um "ma" no final, e leiam de trás para frente, vai dar Madara - e corta o "sa". Não sei se isso é forçar a barra, ou não. Vai saber o que o Kishimoto pensa... Mas procurei no google um significado para "Sarada" e me veio "salada"! iauehauiehauhai Acho que não dá para levar muito a sério esse resultado de busca, mas brinquei com a Melany que deveria ser em homenagem à "salada" que a coitada da menina é. Uma mistureba de Sasuke, com a Karin (aqueles óculos deu um susto em todo mundo, que eu sei! Mas é claro que o Kishimoto colocou aquele óculo de propósito, para nos assustar mesmo!), com a Sakura e o Madara! Aliás, de Sakura, é o que ela menos tem! Pelo menos, foi a impressão que me passou nesse capítulo. :/

Agora, falando sobre os casais, bem... Acho que o que mais surpreendeu foi o Chouji com a Karui! Totalmente inesperado. Mas gostei! :) Quero dizer, não fede nem cheira. Mas me parece que o Kishi quis conciliar duas pessoas que sofrem preconceito ( o negro e o gordo), como uma obrigação, para não dizer que houve preconceito em deixá-los só. Não sei se estou forçando a barra em olhar por esse ponto de vista... O resto, era o que boa parte já sonhava. Mas fiquei com pena no Naruto. Ele gostava da Sakura, não da Hinata. Mas tudo bem... porque acho que no filme os dois vão se aproximar mais. No início, achei meio estranho, mas pensando bem, até que nem tanto. Afinal, se pensarmos mais sobre o assunto a partir das nossas próprias experiências, veremos que nós mesmos já tivemos inúmeras paixões ao longo de nossa vida, não é mesmo? Nada impede que ele pudesse gostar de outra pessoa. :) Além disso, ele e a Hinata já eram amigos, conviviam bastante um com o outro. Diferentemente do Sasuke, que além do enorme tempo que passou longe da Sakura, quando fugiu da vila pela primeira vez, agora tem mais esse tempo em que ele se reconciliou com todos, e já partiu novamente. E não vamos esquecer que eles conviveram pouco tempo juntos como time 7. Sem falar que ele era muito mais focado em sua vingança (e no Naruto, diga-se de passagem!) do que em qualquer outra coisa. Ou seja, ela é praticamente uma estranha para ele! (Irei falar um pouco mais sobre o SasuSaku mais abaixo).

Ah, e fiquei com peninha do Gaara, sozinho. Mas acho que ele é outro lobo solitário... E me parece alguém incapaz de se apaixonar, não sei.

Bom, acho que deu para perceber que ficaram muitas pontas soltas com esse final, né? Por exemplo, sobre o que era essa importante reunião dos Kages que eles iam fazer? Por que o Gai estava numa cadeira de rodas? É permanente? E o que era aquela coisa (ou pessoa) que estava seguindo o Sasuke? Vai ver, era a Karin! aiuheauiheaui E aquela fala um tanto quanto enigmática do Kiba, para aquela moça? Quem era a moça? Só eu acho que o velho (que já era bem velhão no Shipuuden) Oonoki já deveria ter morrido? Por que diabos o Naruto é um pai ocupado?

E por falar nisso, eu achei mancada essa história do Naruto ser um pai ocupado (o que significa que é ausente), devido a todo o seu histórico, tudo o que passou em sua infância. O Naruto poderia ser o pai mais relaxado, distraído, retardado do mundo, menos ausente! E isso foi algo que me tocou muito, porque eu mesma tive um pai ausente, e sei como pode ser frustrante, às vezes, não poder contar com o seu pai nos momentos mais difíceis da vida... E acredito que jamais faria isso, como mãe. Então, porque diabos isso? Será que, no final das contas, a história vai se repetir? Para o Sasuke, sim, é aceitável ser um pai ausente, por causa da sua natureza solitária, apesar de também não ter tido pais presentes. Mas para ele, me soa mais natural assim. Sasuke é solitário, individualista. Não o Naruto. Naruto é calor, é amor, é companheirismo, é amizade. Nessa questão, ele é muito melhor que o Sasuke, realmente. Não gostei desse Naruto Hokage. Unf.

E falando no Sasuke como pai, não quero deixar que a minha paixão pelo casal influencie na minha visão sobre o que realmente aconteceu, por isso estou tentando analisar os fatos como eles realmente foram. Então, não me levem à mal, eu pulei de felicidade quando vi que deu SasuSaku, como se fosse pontuação final de jogo de futebol, mas por mais que eu torcesse pelos dois, não consegui sentir muita empatia pelo casal. Quero dizer, por parte da Sakura, tudo bem, já estamos carecas de saber que ela babava o tempo todo em cima dele. Isto é, por mais que ela tenha dado a entender algumas vezes que poderia vir a sentir algo pelo Naruto (há um episódio em específico, se não me engano, é naquele em que o Obito conta pro Naruto sobre a história do Itachi, que ela se emociona todo pelo loiro). Mas já por parte do Sasuke, me pareceu muito forçado. Sejamos francos, não houve desenvolvimento algum entre eles! Houve aquele monte de "obrigados" que ele disse, como naquela vez em que saiu da vila pela primeira vez, quando era pequeno, e agora no capítulo 699. Mas me pareceu mais gratidão pela amizade dela, pelo esforço que ela fez em continuar a se manter do lado dele, do que qualquer outra coisa. Fora que no restante da história, ele estava sempre enxotando ela, sim. Aí, alguém pode me questionar "porque ele não a matou quando teve a chance, então"? Tudo bem, ele poderia mesmo ter matado ela quando quisesse (e ainda me pergunto se poderia mesmo, por que, convenhamos, ela é forte pra cacete, apesar de nunca ter mostrado muito isso! Entendo que o personagem mais forte, mais fodástico, tinha que ser o Naruto, mas não concordo com essa "inutilidade" que colocaram nela. Ela poderia ter participado de mais cenas de ação), e não o fez, mas acho que ele não a matou mais pela amizade e respeito que tinha inconsciente por ela, do que por amor! Só isso. Sem falar no enorme tempo em que passaram longe um do outro, como mencionei mais acima. Ele mal olhava para ela. No próprio capítulo 698, vemos que ele só fala no quanto observava o Naruto. Sinceramente, ele não me parece realmente gostar dela. Acho que no fim, ele só ficou com ela porque ela gostava dele. Talvez fosse sua maneira de agradecer e se desculpar com ela. :/ Ou o Kishimoto apenas forçou a barra porque era o que a maioria queria...

Ah, cara, sei lá... Continuo sendo team SasuSaku, que fique claro. Só sei que isso me inspirou a escrever uma oneshot para tapar esse buraco que eu senti entre eles! xD

Falando nos filhos deles, que coisa mais fofa é a Himawari. :3 tão cuti-cuti! E olha que detesto filhos em histórias... mas acabei me rendendo aos encantos dos filhos do NaruHina, em especial. Ficaram muito fofos. Só há um pequeno porém. O Boruto (achei muito estranho esse nome, meio americanizado — Bolt, em inglês, significa "raio". Seria em homenagem ao Pai do Naruto? Apesar de que o pessoal que traduziu disse que era em homenagem ao Neji... Talvez os dois), é a cara do Naruto. Tipo assim, até nos atos! Precisava mesmo colocar o moleque pintando a cara do hokage, como o Naruto fazia? Sei lá, ele é fofinho e tal, mas achei meio repetitivo. E falando neles, me corrijam se eu estiver errada, mas o Naruto não adquiriu aquelas riscas na cara depois que o pai dele selou a Kyuube nele? Na primeira vez que apareceu sobre a história do nascimento do Naruto, lá na primeira saga do Naruto, tenho quase certeza de que reparei nisso... Então, porque os filhos dele têm aquelas marcas? Será que estou imaginando coisas? T_T

Além disso, repararam como o gene paterno dos casais parece ter sido o dominante em todos os filhos? Parece que as características paternas são as mais fortes em todos eles, com exceção da Himawari, que é toda Hinata (apesar das marcas do Naruto no rosto). A Sarada, é muito parecida com o Sasuke; o filho do Shikamaru é uma cópia dele; a filha do Chouji, apesar características físicas mais marcadas pela mãe, tem todo o psicológico do pai; a filha da Ino é mais parecida com o Sai; o Boruto é cópia do Naruto; e o filho do Lee, nem se fale! Acho que ele poderia ter cuidado um pouco mais essa questão.

Eu gostei muito da Sarada, com aquele ar de intelectual, bem diferente da Sakura e do Sasuke. Mas, ao mesmo tempo, ela me pareceu um mini Sasuke de calcinha, sempre olhando o Boruto por trás, à distância, meio que com inveja do menino que consegue atenção de todos — o que, de novo, me leva a crer que iremos ver a história se repetir de novo. Será que vai ser isso mesmo, produção? Tomara que eu esteja enganada. E de quem é o pirralho com quem o Lee aparece treinando? Será que a Tenten vai virar uma tia solteirona? T_T São dúvidas, dúvidas e mais dúvidas...

Mas mudando de assunto, alguém reparou nos prédios altos, atrás dos totens dos hokages, naquela página 22-23? É legal ver que o Kishimoto teve o cuidado de mostrar o desenvolvimento do seu mundo, com o passar dos anos, apesar de que ainda estranhei ver um laptop na mesa do Naruto. Que mundo estranho esse!

E não vou comentar a marca de agradecimento ao Oda (autor do maravilhoso One Piece) na página 23, porque imagino que já tenham visto. :) Em uma página do seu mangá, Oda desenhou o Naruto almoçando com o Lufy, em homenagem ao encerramento de Naruto, já que ambos publicam seus mangás na mesma revista. São basicamente colegas de trabalho. Para agradecer a homenagem, Kishimoto colocou a marca do piratinha lá. ^_^

Enfim, sinto que estou deixando escapar mais comentários. Vi gente em páginas do facebook reclamando também do fato de ainda não podermos ver o rosto do Kakashi, mas isso o Kishimoto já tinha dito que não mostraria mesmo. Mas fora essas questões, relacionadas ao último capítulo, também me lembro de mais algumas que não foram sanadas durante o desenrolar da história, mas que imagino que será abordado nessa nova saga, ou entre os light novels, como, por exemplo, o que houve com o clã Uzumaki? Cadê o clã Hatake? Que fim deu o coitadinho do Yamato? E não vamos esquecer do tio Oro, da Karin, do Juugo e o Suigetsu, que foram totalmente esquecidos nesses dois últimos capítulos. E tem os mistérios que rondam a Rin, né? Porque diabos ela se sacrificou (isso não foi mostrado ainda no anime, e to sentindo que nem vão mostrar)? E a que clã ela pertencia? Só eu acho que o Kakashi não podia ficar solteirão? Hehe...

Percebem a quantidade de furos que foram deixados para trás? Fora os que eu não me lembro.

Para encerrar o gigantesco post (me desculpem se o texto parecer um tanto confuso, ou mal escrito, mas é que fui simplesmente colocando coisas na medida em que eu ia me lembrando. Outra hora, com mais calma, eu reorganizo as informações), o que mais posso dizer? Sei lá, foi ótimo passar esses anos acompanhando Naruto, apesar das frustrações com as mortes de alguns personagens maravilhosos (como o Asuma, Jiraya, Itachi, Neji e até mesmo o Hidan — sim, eu era fã dele!), e apesar dos trocentos filers que tiveram. Mas foram filers complementares e bons — diferentemente do que infelizmente aconteceu com Bleach (esse eu larguei de mão antes mesmo de ser cancelado!). Naruto teve seus vários pontos altos e baixos, mas foi um anime que me cativou principalmente pela versatilidade dos personagens. Li uma vez uma menina comentar que gostava dele por ser o anime mais "sexy", no sentido de que ele realmente nos intiga a imaginar inúmeras realidades para ele; e concordo em gênero, número e grau! Além disso, foi muito bacana ver a evolução que o Kishimoto teve no seu traço.

Naruto pode deixar saudades para os que apenas acompanhavam o mangá, mas ainda dá pra matar a saudade acompanhado o anime — lembrando que o anime trouxe mais informações sobre o universo Naruto que o mangá, portanto, é bom ainda se manter ligado nele. ;) E agora é só aguardar o filme sair.

Ah, se alguém discordar de algo que eu disse, sinta-se a vontade para comentar, porque ainda estou louca pra continuar a falar dele! T_T meu namorado não gosta muito de ficar falando de animes. T_T Isto é, se é que alguém teve saco para ler todo esse texto! T_T

PS: Alguém consegue me responder o que é ser "Shannaro"? Como na página 18, do cap 700, em que a Sakura diz "quando diz respeito ao papai, ele é bem shannarooo". Tipo, como assim? O.o

domingo, 2 de novembro de 2014

Jackie & Ryan aka Your Right Mind Ben Barnes




Mas gente... T__T Existe alguma coisa que esse homem não consegue fazer???
© 2016 BIAREYS.COM.BR ALL RIGHTS RESERVED. Tecnologia do Blogger.
© Bia Reys
Maira Gall