segunda-feira, 26 de março de 2012

Livro: Cobiça















Sete pecados capitais. Sete almas afetadas por esses pecados. Sete pessoas em uma encruzilhada, com uma escolha que deve ser feita. E somente um homem para salvá-las metade anjo, metade demônio. Redenção não é uma palavra que Jim Heron conheça muito bem. Sua especialidade é a vingança e o pecado é seu amigo mais próximo. Mas tudo muda quando ele se torna um Anjo Caído e é encarregado de salvar a alma de sete pessoas de sete pecados mortais. E o fracasso não é permitido. Vin diPietro há muito tempo vendeu sua alma para os negócios, e é o melhor em sua profissão – até que o destino interfere na figura de um durão que pilota uma moto Harley e se autoproclama seu salvador. E então ele conhece uma mulher com olhos azuis e um passado sombrio que o faz questionar seu destino, sua prudência e seus sentimentos. Com um antigo demônio pronto para possuí-lo, Vin tem que se unir com um Anjo Caído não apenas para conquistar sua amada... mas, também, para redimir sua alma.

De acordo com o site da editora Universo dos Livros, Jessica Rowley Pell Bird ou J. R. Ward vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipa de um dos centros clínicos do país. A escrita foi sempre a sua paixão, e a sua ideia de Céu é um dia inteiro com mais nada além do seu computador, o seu cão, e a caneca de café.

Bom, como a sinopse já anuncia, se trata de um romance sobrenatural, com anjos e demônios. Mas, diferentemente de muitas obras que temos por aí, não se trata de um romance entre um anjo e um humano. Trata sobre humanos unindo forças com o Bem, combatendo o Mal. Bem diferente do que a capa insinua à primeira vista.

Jim fazia trabalhos sujos para um monte de gente. Matava, roubava, coletava informações confidenciais... fazia todo o tipo de trabalho que lhe caia em mãos. É o típico vilão de estórias. Mas ele não era exatamente vilão, e queria se livrar dessa vida desonesta que levava. Então, começou se mudando para uma pequena e pacata cidade de Nova Iorque para mudar de vida. E mudou! Drasticamente, como jamais pensou que poderia.

E vai trabalhar como construtor de obras para a maior empresa do ramo. E seu chefe, nada mais é do que um dos caras mais ricos e desagradáveis que já conheceu. Lá pelas tantas, no entanto, Jim sofre um acidente em seu local de trabalho, e é eletrocutado.

Jim morre.
Mas volta com uma missão. Salvar sete almas dos sete pecados capitais. Como o título do livro sugere, seu primeiro pecado é a Cobiça. E a alma que ele deve salvar, simplesmente é a do seu chefe, Vincente DiPietro.

Bom, não tenho muito o que falar sobre a obra, sem dar muitos spoilers. O que posso dizer é que as personagens foram muito bem planejadas. Se trata de um romance adulto, onde a trama toda foi bem articulada com um pequeno quebra cabeças que vai se juntando aos poucos. Há um mistério bacana sobre o passado de todas as pessoas que precisam ser desvendadas, até Jim passar por uma decisão crucial para conseguir atingir seu objetivo. Pois, caso falhar, o lado negro da coisa vence e o mundo entrará em colapso. Um blablabla meio clichê, e Jim é o salvador da estória.

No início, ele foi meu personagem favorito. Além da imagem que durão, homem que dirige Harleys e veste casaco de couro, ele se mostra muito mais culto e inteligente do que se espera de um reles construtor de casas. Jim viajou pelo mundo e é poliglota! Me apaixonei, né. E ele ainda conta com a ajuda de mais dois motoqueiros sexy. Um é cabeludo, e o outro que usa piercings. Mas o melhor sobre eles é revelado mais tarde.

O que posso dizer é que as pessoas, em Cobiça, não são o que parecem ser.

E então, tem o Vincente, ou Vin. Ele é lindo, gostoso, podre de rico, aparentemente culto, gosta de belas artes e de estar rodeado de coisas belas e nobres. Esse tipo de homem, à primeira vista, não me atrai muito. Mas depois, então, é revelado seu passado, e ele vai se mostrando um cara que tem mais na cabeça além de futilidades. E no fim, agente acaba se rendendo ao charme dele. O coitado, além de sofrer horrores com os pais durante sua infância, sofria com visões. Visões do futuro. Mas não são visões que mostravam quem vai ganhar na loteria. Antes fosse, como ele mesmo diz. Pois ele simplesmente vê quem está prestes a morrer.

Dentro desse impasse, as coisas vão se convergindo para um mesmo caminho. E aparece Marie Terese, uma prostituta por quem Vin cai de quatro à primeira vista. Mas a mulher tem um passado ainda mais triste que o dele, e que ainda a atormenta. À princípio, tudo isso parece estórias separadas, que nada tem uma a ver com a outra. Mas, aos poucos, o quebra cabeça vai se encaixando, e vemos que todos estão ligados de um modo ou outro.

Bom, a linguagem é super simples, notei que a autora tentou fazer algo mais além de jogar palavras óbvias nas páginas. Ela faz um pequeno jogo com metáforas. Nada muito impressionante, no entanto, mas que dá um certo charme a mais. Poderia ter sido melhor.

Ah!, e bato palamas para os diálogos. Há, inclusive, uma cena em que quase chorei de emoção, num diálogo entre o Vin e a Marie Terese. MUITO bem escrito. Não tem enrolação, blablabla desnecessário que muitos autores utilizam. Com exceção do final, que achei que algumas coisas foram ditas desnecessariamente. Mas nada irritante. Acho que a autora quis justamente passar esse lado mais meloso do Vin... e, no caso, o diálogo funcionou.

Outra coisa que não posso deixar de mencionar, é que no início da estória havia muito jogo de gestos e poucas palavras, que funcionava muito bem. Agente percebia, sentia o que as personagens queriam dizer, com apenas o desviar de olhar. E era algo que ficou muito marcado. Acho que sentimos mais quando há gestos, do que apenas palavras jogadas no ar. Mas, no final, essa característica foi perdida. Infelizmente.

É um romance sedutor. Não só pelas personagens belas, mas porque há sexo. Sexo explícito. Pesquisando um pouco mais sobre a autora, vi que ela só escreve romances do gênero sobrenatural, carregado de sexo. Mas isso não é o principal da obra. A trama é o que realmente move o leitor a continuar virando as páginas. A única coisa que não gostei muito é que, no final, o Vin pareceu outra pessoa totalmente diferente da que se mostrava no inicio. Tudo bem, ele estava sendo possuído pela cobiça, mas no final ele pareceu ter perdido o charme, se transformando num novo homem. Um bondoso, carinhoso, meloso... E o fato de terem se conhecido a apenas TRÊS dias, e já trocarem juras de amor, também não me desceu muito. Mas enfim. Isso é um critica minha, que não acredita em amor à primeira vista... De qualquer forma, recomendo o livro para quem gosta de ler sobre estórias sobrenaturais. Ela tem um "q" daquela série SUPERNATURAL, com toda a questão da mitologia de demônios e sal, com SONS OF ANARCHY. Muito bom. Homens durões, em jaquetas de couro em cima de motos. Achei muito bom mesmo.

3 comentários

  1. Você já deve pensar que eu morri ou mesmo me perdi em algum livro. Not. É só a combinação de estudos e sono adolescente xD
    Enfim. Tava dando uma olhada – não me pergunte a razão –, mas eu tinha lido Cortiço, ao invés de Cobiça! Ihauahauhiauha. De qualquer forma, eu resolvi ler, e achei bastante interessante! Gosto de estórias sobrenaturais, aliás, gosto da série Supernatural! Porém, só fiquei com o pé atrás por conta dessa parte de “amor à primeira vista”, também não acredito e nem curto muito essas coisas, sei lá, opinião minha.
    bjsss :***

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. oieee!!! esses dias mesmo eu me lembrei de ti. senti falta dos teus comentários, e pensei: ela deve estar se matando em estudar, né. T_T auihauiahuia Mas olha, Cobiça e Cortiço até tem semelhanças gramaticais né? :D 3 silabas, começam com o "co", e a ultima silaba tem o "ç"... Mas leia o livro sim, se puder. Essa questão do amor a primeira vista dá pra relevar. Acho que o resto da estória compensa! :)
    bjsss :***********

    ResponderExcluir

Agradeço aos que reservarem um tempinho para comentar! ♥
Ah!, se tiver alguma sugestão de post ou quiser mandar alguma dúvida, ou qualquer mensagem, vou amar receber *-*

© 2016 BIAREYS.COM.BR ALL RIGHTS RESERVED. Tecnologia do Blogger.
© Bia Reys
Maira Gall