quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Filme: Como Treinar o seu Dragão





















Bom, uma amiga me indicou esse filme. Ela disse que era muito engraçado e muito divertido e que eu iria gostar. Bom, lá foi a tia Amanur catar o filme para ver. Até porque, adoro animações. Tenho todos os desenhos da disney no pc! T_T Além disso, como já havia dito antes, eu ando vendo e lendo tudo quanto é comédia para ver se me inspiro novamente a escrever comédias.

Bom vamos lá à sinopse (retirado do CineClick) que é curtinha mesmo:

Soluço é um viking adolescente que não combina muito bem com a longa tradição de sua tribo de heróicos matadores de dragões. Seu mundo vira de cabeça para baixo quando ele encontra Banguela, um dragão que desafia tanto ele quanto seus amigos a encararem o mundo a partir de outro ponto de vista.

Diretor: Dean DeBlois, Chris Sanders
Elenco: Vozes originais de Gerard Butler, Jonah Hill, Jay Baruchel, America Ferrera.
Ano: 2010
País: EUA
Gênero: Animação

Pois bem, o filme se trata, na verdade, de uma adaptação de uma série de livros. De acordo com algumas criticas que andei lendo antes de ver o filme, no entanto, a animação não tem nada a ver com a estória da série. Teve uma menina que elogiou tanto os livros que fiquei com vontade de ler. Quem sabe, eu os compre. É uma série com seis livros, que já encontrei no mercado livre a um bom preço. u.u Mas voltando ao filme... Devo dizer que começa super bem, com bastante ação. E isso é um ponto mega positivo, ao meu ver, por que já prende o espectador desde o início. Ficamos com a cara grudada na tela, vendo o que está acontecendo, sem saber o por que. E no meio de toda aquela pancadaria que mostra, a personagem principal, Soluço (Hipcup, em inglês; e sim, esse é o nome dele), vai nos dando uma breve apresentação da sua história; ele vai apresentando seu passado, entre outras personagens importantes.

Bom, ele pertence à uma tribo de Vikings desbravadores, caçadores de dragões, e seu pai é considerado o líder da tribo por ser o melhor caçador. E com isso, lhe vem o fardo da obrigação em suceder o título do pai. Só que Soluço é um tanto quanto desajeitado. Ele é atrapalhado, desengonçado, tímido, magricelo... ou seja, não preenche de maneira alguma os requisitos. Quando me dei conta disso, pensei: putz, que clichê! 89% das personagens de animações começam com uma personagem assim que, ao final, se torna magicamente o herói fodástico (com o perdão da palavra), né? Mas tudo bem, continuei vendo o filme.

Seu pai sai numa missão para encontrar o ninho dos dragões, e Soluço fica em casa, com a missão de aprender a caçar dragões. Fica a encargo do melhor amigo do pai de Soluço treinar as criança. Um cara barbudo, perneta, que tem um método muito... exótico, digamos assim, de ensinar as crianças. Pois veja, o cara soca as crianças numa espécie de jaula, enoooooorme, e solta dragões perigosos lá dentro. Mas tudo bem, acho que é tudo admissível, por que, afinal, os Vikings nunca foram pessoas amáveis mesmo. Durante esse treinamento, fica mais do que provado que Soluço não é um caçador de dragões. Apesar disso, no entanto, ele sonhava em ser. Pois ele queria que seu pai sentisse orgulho dele, e queria fazer parte da tribo; já que, sendo como era, Soluço era meio excluído. Nisso, então, a personagem se mostra muito inteligente, meio engenheiro. Pois além de fabricar e afiar lâminas de espadas, entre outras armas, ele consegue construir coisas. E assim, Soluço constrói uma arma para agarrar o dragão mais temido, e menos conhecido de todos. E claro que o menino desajeitado, desengonçado consegue. Por que não haveria de conseguir? ¬¬

Enfim, o dragão cai numa parte da floresta perto da tribo, e então, Soluço vai, aos poucos, criando um vinculo com o dragão. Ele acaba descobrindo que seu povo é que são os selvagens, não os dragões, que atacam somente quando são atacados, para se defenderem.

Bom, não vou contar o resto para não estragar a surpresa. Só digo que ele vai superando seus problemas, como esperado, entre aventuras e reconciliação com os amigos que o menosprezava, até chegar ao final. E o final, confesso, fiquei bastante contente com ele, por que ocorre uma tragédia com o Soluço, apesar de ele ficar bem. Foi tão esperado quando inesperado. Quem já viu, deve saber do que estou falando.

A trilha sonora foi bacana, apesar de não ter ficado na memória. Mas acho que ela foi bem condizente com as cenas, pelo menos. Sem falar na qualidade da arte, que achei muito bem feito. Vejam só a textura do dragão nessa foto abaixo! Isso deve ter dado mó trabalho! T_T ou não... aiuhauiahi Não sei, só sei que gostei bastante. Infelizmente não vi no cinema, pois ele é em 3D, mas imagino que não perdi muito. Tenho um pé atrás com essa tecnologia, apesar de saber que ela é uma criança ainda. Ainda há muito o que ser desenvolvida; a coisa só está começando. Daqui a uns cinco, dez anos, quem sabe...

Ah, eu assisti o filme com legendas de português de Portugal, e eles não traduziram os nomes das personagens. Mas sei que parecem ser a coisa mais esdruxula. Bem, já percebemos por Soluço, né. Num blog que li, vi que alguns deles são: Bafoca de Maluquício, Perdido, Cabeça quente Júnior, Perna de peixe, Espinha de porco, Melequento e Bocão Bonarroto... Hehe. Bem coisa de Viking mesmo. Acho que eles caracterizaram super bem as personagem, com relação a isso. Há, inclusive, algumas referencias à cultura Nórdica, de acordo com o CineClick.

Mas com relação, então, à comicidade, não sei sou eu que ando séria demais, ou se realmente ele não foi engraçado. Não ri em momento algum! Achei o filme super fofo, sim, mas engraçado, não. Agora, se eu recomendo? Para quem gosta de animação, e ação, recomendo sim! :) Ah, eu bem que queria ter um dragão desses pra mim! *_* já ia me esquecendo de mencionar que o nome dele é Banguela! Olha que coisa mais fofa! *_* Quando ele tá mansinho, quieto, os dentes dele se retraem, deixando-o banguela — dai o nome que Soluço deu pra ele. Muito fofo, né? :3

2 comentários

  1. Oie! Bem eu vi esse filme quando saiu em 3D e vou te dizer que vc não perdeu nada! Tem tipo 3 ou 4 cenas "reais". O filme é otimo e os livros também.
    Bjinhosss

    ResponderExcluir
  2. oie, Jessyk. Haha, bem que suspeitei! Mas realmente fiquei super curiosa para ler os livros também. Assim que puder, eu os compro. T_T
    bjss :************

    ResponderExcluir

Agradeço aos que reservarem um tempinho para comentar! ♥
Ah!, se tiver alguma sugestão de post ou quiser mandar alguma dúvida, ou qualquer mensagem, vou amar receber *-*

© 2016 BIAREYS.COM.BR ALL RIGHTS RESERVED. Tecnologia do Blogger.
© Bia Reys
Maira Gall